chutney de tomate
Março 21, 2021

Chutney de tomate: uma fusão agridoce surpreendente

Por Joana Bessa

O chutney de tomate é o condimento perfeito para abrilhantar os nossos pratos e o melhor amigo dos nossos queijos. Fazer este chutney foi sem dúvida uma experiência olfactiva sedutora e um deslumbramento pelas cores maravilhosas que os diferentes ingredientes me proporcionaram. Vamos assim embarcar numa viagem até à Índia e mergulhar numa culinária sensorial que nos vai despertar todos os sentidos de uma forma equilibrada e em perfeita harmonia.

chutney de tomate

Entretanto relaxem, abram uma boa garrafa de vinho, escolham a música ideal e reservem umas horinhas para desfrutar deste momento.

Etta James “I´d rather go blind”

Chutney: o que é e como preparar este condimento indiano

É uma preparação rica em frutos, vegetais, ervas e especiarias, que são cozinhados lentamente, em vinagre e açúcar com o objetivo de os conservar, dando origem a um condimento agridoce super especial. Pode ser “spicy”, se feito com malaguetas, bem como amargo, salgado ou suave com a doçura a predominar. Assim sendo, é um excelente acompanhamento para quase tudo e uma ótima opção para ter sempre em casa e receber aquela visita que chega de surpresa.

Combina na perfeição com:

  • Um pôr do sol, uma tábua de queijos e um bom vinho.
  • Um chuletão suculento à “Robin dos bosques” e uma salada.
  • Um brunch preguiçoso de fim de semana com tudo a que temos direito.
  • Uma salada acompanhada de burrata e o chutney no topo.

Embora o chutney de manga seja um clássico, existem muitas outras escolhas magníficas de uma lista infindável de possibilidades:

  • Tomate com maçã
  • Figos secos
  • Tâmaras com laranjas
  • Abóbora com alperce
  • Limão e grãos de mostarda
  • Ameixas secas e avelãs
  • O céu é o limite, dê asas à sua imaginação…

Também existe a família dos chutneys crus, tipo salada, servidos para refrescar o paladar e aguçar o apetite.

Chutney de tomate

Um chutney aromático de frutos e vegetais delicioso. Uma explosão de cores e aromas que se fundem, dando origem a um condimento incrível, que deve maturar por algum tempo antes de o comer para expandir os sabores.

receita de chutney de tomate

Receita

 🕒 2H  👨🏻‍🍳 Fácil 🍅 2 Kg

Ingredientes:

  • 1,4 kg de tomates maduros
  • 675 g de cebolas pequenas
  • 1 kg de maçãs para cozer
  • 480 ml de vinagre de vinho branco
  • 350 g de açúcar amarelo
  • 175 g de sultanas douradas
  • 10 ml (2 colheres de chá) de sal
  • 5 ml (1 colher de chá) de cravinho moído
  • 5 ml (1colher de chá) de gengibre moído
  • 2,5 ml (1/2 colher de chá) de pimenta-de-caiena.

Descrição:

  1. Descaroce os tomates. Coloque-os numa tigela e cubra-os com água a ferver. Deixe de 15 a 20 segundos, ou até as peles começarem a abrir. Passe os tomates para uma tigela de água fria. Retire um de cada vez da água e afaste as peles, com uma faca afiada. Corte os tomates em pedaços e tire as sementes.
  2. Descasque e corte as cebolas em rodelas finas. Descasque, descaroce e corte as maçãs em pequenos pedaços. Coloque os tomates, as cebolas e as maçãs num tacho de doce. Junte todos os restantes ingredientes e mexa para ligar tudo.
  3. Deixe ferver, mexendo sempre. Baixe o lume e deixe cozer, mexendo frequentemente, durante 40 a 45 minutos, ou até a fruta e os vegetais estarem macios e o chutney ter reduzido e engrossado. Experimente passar as costas de uma colher pelo fundo do tacho, não deve ver-se líquido a correr.
  4. Coloque o chutney às colheradas em frascos esterilizados e aquecidos, até 3 mm do topo. Mexa para remover bolhas de ar. Vede os frascos e coloque as etiquetas com a data em que foi confeccionado.

Dicas e sugestões úteis:

chutney de tomate

Como vedar e armazenar

  • Vede os frascos muito bem com tampas não corrosivas.
  • Embora os chutneys possam ser utilizados imediatamente, a maioria fica melhor passado dois meses, para permitir que os sabores se expandam.Tem geralmente a duração de um ano, se estiverem guardados num local fresco e escuro.

O que pode sair mal e porquê

  • Se o Chutney ressecar ou encolher nos frascos é porque cozeu de mais, não ficou bem coberto, nem bem fechado ou ficou guardado num local quente.
  • Quando fica bolorento é por ter vinagre insuficiente, cozedura a menos ou utilização de frascos não esterilizados.
  • Liquido na superfície é o resultado de fervura insuficiente da mistura.
  • Não deve haver vinagre a escorrer quando se passa uma colher pelo fundo da panela a traçar uma linha.

Cozinhar é amor que podemos saborear…